domingo, março 21, 2010

POESIA: SONHOS REAIS

POESIA: SONHOS REAIS

É a grande Luz que em nós reside em cada dia
É o sentir humano que nos enche de esperança
É a alegria na correria e nos risos de uma criança
É o nosso amar declamado e escrito em poesia

É um interior a fazer saltar a realidade ao exterior
É um sofrimento que procura quem o veja sofrer
É uma verdade que deve mostrar-se, não se esconder
É um sítio onde a saudade existe e mora muita dor

Amor dos bons sonhos e da alegria
Amor dos amantes e dos amores
Amor conduzido pela Nobre poesia

Onde ninguém se engana nem há rancores
Onde ninguém sofre de ilusão doentia
Onde, como diz a poesia, só há jardins e flores

David Santos

63 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Magnífico soneto, caro amigo. Gostei imenso.
Nunca me aventurei no género. Acho que tenho medo, pois é muito difícil escrever sonetos.
Abraço.

Ana Martins disse...

Caro David,
excelente soneto este!!!!

Adorei!

Beijinhos,
Ana Martins

Je Vois la Vie en Vert disse...

Não são malditos os teus olhos , não !

Belo soneto triste mas cheio de verdade...

Beijinhos

Verdinha

MuRDoK disse...

Bom cara, valeu pelo comentario no meu blog. Bom saber que tem pessoas de outros lugares que passaram por lá.
E complementando os outros comentarios já feitos aqui, BELÍSSIMO SONETO...
É a mais pura, poética e triste verdade.


ABRAÇO!

ebtsamh disse...

nice post ..

didn't got a lot ..

but thanks

LuLLy, reflexiones al desnudo disse...

Suena bonito, muy bonito, como todo lo tuyo y tu nobleza transparente.

Besitos para tu alma!

Desde mi blog: Reflexiones al desnudo

Dormammu disse...

Nice to have you back David !!

Vieira Calado disse...

Pois, meu caro...

nos tempos que correm é difícil acreditar no que os nossos olhos vêem...

forte abraço

valvesta disse...

Olhos que vêem?
Seria o desejo do teu coração?
ou esta vendo algo que tua alma repudia?
ñ amaldiçoa seu olhar, mude de ângulo e verás outras paisagens, tantas lindas e coloridas...
lindo e triste, deixo um abraço em seu coração.
volte a me visitar eu tinha perdido-o de vista, és sempre bem vindo amigo. val.

Khepri disse...

En primer lugar quiero agradecer tus palabras y el afecto que nos envías.
Nadie esta preparado para vivir un terremoto, gracias infinitas, mi abrazo y un beso.
Que tus ojos solo vean belleza, por que detrás de la maldad, ella florece aunque no la podamos apreciar, parabienes.

susana disse...

Infelizmente é verdade o que dizes.
Pessoas ricas de espírito, não saõ valorizadas!
Lindo soneto!
beijinhos

Enrique Rojas Guzmán disse...

Buen poema.
Aprovecho para mandarte un saludo.

mixtu disse...

os olhos vêem o que desejamos ver...

abrazo serrano

Francisco Ortiz disse...

Hay luz en estos versos.

Alvaro en OZ disse...

Hola !! Gracias por tus palabras en mi blog !

Naeno disse...

Meu caro David, às vezes dá para se imaginar que Deus resolveu punir parte dos homens, pelas inglólrias, pelos infortúnios de que foram vítima.
Não entendo e isto deve ser outro método divino que os impossibilitado da visão que se estabeleceu no mundo, que eles são incapazes de perceber, muito menos entender.
No que tem pecado o Haiti para tão bárbara pena, para tremer de um medo que já o possuiía a tempos?
O que fez o pobre e empressado Chile, o maior exemplo de democracia do lado de cá, na América sul americana.
Porque tanto dilúvio, porque o aluvião dos tempos agora, quando a caridade já se firmou no mundo, que o bem já se pede coletivamente.
Sem entender nada disso, fico um besta a pensar nisto, que foi a lança mais afiada, penetrada em nós.

Um beijo
Naeno

Naeno disse...

Ah! Quanto ao soneto, melhor, aos meus olhos não pode haver. Fostes incisivo e inspirado todo o tempo.

Beijo na pele do teu coração

NAENO ROCHA

Naeno disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Naeno disse...

A VIDA RI
Ontem eu vi a vida sorri,
E vi seus dentes cor do dia,
E vi seus lábios cor do entardecer,
Boca molhada como um grito novo.

Ontem eu vi que a vida existe,
Que a morte não pode com um sorriso,
Por isso é séria e sem graça,
Eu nunca vi a morte sorri.

Hoje a vida continua a rir,
Como se estivesse de bem com ela,
Como se estivesse se vendo refletida,
Num espelho imenso se vendo nítida.

Ainda hoje a vida rir,
Como se a felicidade não acabasse,
Como se uma conquista tivesse galgado,
A de ser vida, em tudo metida.

Ainda agora escutei gargalhadas da vida,
E não se cansa em mostrar-se feliz,
E agora eu sei, está esclarecido,
A vida não tem planos para partida.
________________
NAENO

para os vitimados na ILHA DA MADEIRA

O Profeta disse...

Imagino o canto maternal das baleias
Como doce e sentida balada
Imagino um beijo na procura
De uma fugidia criatura amada

Um domador de ventos e tempestades
Uma viagem de aventuras repleta
Serei eu um herói de comédia de enganos?
Ou apenas um pobre e louco poeta

Abraço amigo

Vieira Calado disse...

Olá, amigo!

Hoje é só para lhe dizer que tenho nova postagem no meu blog

a desvendar o mistério do blá blá blá

do esperanto... (?)

Forte abraço

Maria Valadas disse...

Caro David,

Há imenso tempo que nada sabia de si. E foi com imensa alegria que li um seu comentário no Blog do Vieira Calado.
Claro, aproveitei, e vim cá visitá-lo e deparei-me com um execelente soneto.
Um beijo de boas-vindas e uma boa semana para si, David.

Maria

Luz da Lua disse...

Olá David,

Em algum lugar da Blogosfera eu te vi,lí teu comentário e cheguei aqui.Vim conhecer teu espaço e devo dizer-te que adorei.Parabéns pela poesia,mas não deixes que a penumbra da tristeza te impeça de ver o brilho do sol que nasce a cada manhã,quando tudo se renova.Tenhas uma linda semana.

MAR disse...

Ricos de espiritu son tus ojos y tu corazón, así brillarán como el cielo lleno de estrellas.
Besos para ti ...PRECIOSO POEMA.
mar

Nilson Barcelli disse...

Reli e voltei a gostar. Magnífico.
Um abraço.

margusta disse...

Olá David!

Gostei muito do seu soneto !

E ele é tanto o que os nossos olhos vêm...

Um Abraço com carinho da ,

Margusta

Mona Lisa disse...

Olá

Obrigada pela visita ao meu "cantinho"

Belo soneto, onde li a triste realidade em que vivemos.

Bjs.

poetaeusou . . . disse...

*
os meus olhos
desistiram
de se indignarem
com o que estão a fazer
a este país virtual,
como podes Portugal
deixares acontecer
este saque generalizado ?
é que fico penalizado
a ver os Euros aos molhos
pois a mim nada me calha
sou um cidadão desnaturado
nos olhos, só tenho abrolhos .
srsrsr,
,
Um abraço, David ,
,
*

Ana Elisa disse...

Olá David,
Fiquei muito feliz com seu comentário no meu blog.
Andei um pouco distante do meu site, mas voltarei em breve.
Abraços,

PS:Também gosto muito de Cesário Verde.

Claudinha ੴ disse...

Que bom que esteja de volta David!
E um soneto de visão além do alcance, porque estes são é olhos de "ver" realmente!
Beijo

margusta disse...

David,

...um Abraço amigo pelo carinho das suas palavras.

Desejo-lhe um dia muito FELIZ!!!

Multiolhares disse...

Lindo, forte, mexe com o pensamento e o sentimento,vimos tanto mas sem nada ver ou querer ver na verdade
beijitos

Vieira Calado disse...

E agora, de novo:

passa pelo blog mareterra da gaivota!

Eu ri bastante.

Forte abraço

© Piedade Araújo Sol disse...

Amigo David

um magnifico soneto, bem rimado, todo ele bem construido, e cheio de musicalidade.

eu pessoalmente e embora tenha alguns sonetos (poucos) acho muito dificl escrever neste género.

os meus parabéns e um abraço apertado.

beij

SAM disse...

Não é só um lindo soneto, mas os sentimentos expressados em cada verso sentido. E também sentido por mim.Creia.


Carinhoso beijo e um ótimo fim de semana, estimado e admirável amigo.

MAR disse...

Feliz fin de semana amigo David, mi corazón esta contigo en la hora de sentir.
mar

Ivo Serentha and Friends disse...

Bom domingo para você, David, saber escrever palavras tão intensa, é verdadeiramente uma arte do presente

Olá Ivo

margusta disse...

Olá David!

Gostei muito do seu soneto.

Queria destacar, um verso, uma quadra, ou um terceto...mas cada verso, cada quadra, cada terceto, diz tanto...que é impossível separar esse todo.

Que o seu poema seja uma realidade!!!

Um Abraço David ...e mais outro porque sim...pela vida...por tudo o que é , por tudo o que de si dá!

Protege disse...

Hello, unfortunately I do not read or speak Spanish, but I would like to thank you for stopping by my place and for your kind comment,
xo
Zuzana

krystyna disse...

I am a dreamer.
I love this beautiful poem.

Where nobody deceives nor has rancores
Where nobody suffers from unhealthy illusion
Where, as it says the poetry, it is only gardens and flowers


Thank you David!

osama disse...

It is the great Light that in us inhabits in each day
He is human to feel that in it fulls them of hope
It is the joy in the running and the laughs of a child
He is ours to love declaimed and writing in poetry
///////
رائع صديقى ديفيد
كلمات مضيئة بالحكمة والجمال
تحياتى

Ana Lúcia Porto disse...

Oi David,

Estou a lhe visitar pela primeira vez e voltarei outras.

Em pensar que toda essa riqueza está dentro de nós mesmos...

Um abraço,
Ana Lúcia.

Mel Avila Alarilla disse...

Great poem. Thanks for posting it. God bless you always.

Ivo Serentha and Friends disse...

Obrigado pela visita on Travel and Freedom, para nós é uma honra, um bom começo para a semana, esperando que possamos Primavera do longo inverno aquecimento.

Um abraço

Ivo

António Castanheira disse...

Olá, David!

Fico feliz por verificar que decidiste colocar no blog um novo poema - soneto.
E, por ser neste dia, dia mundial da poesia e início de Primavera, ainda mais simbólico é.

Força! Como sempre, excelente a exprimir os sentimentos...

Um abraço
António

Vieira Calado disse...

Pudera, amigo, pudera!

Em relação ao seu último comentário

qualquer dia posto uma poesia...

em algravio!

Um abraço

Mariazita disse...

Olá, David
Venho agradecer a visita a um dos meus blogs ("Histórias") e conhecer o teu espaço.
Fiquei muito agradada com o que vi.
Difundes notícias de interesse humano a vários níveis, o que revela um ser bem formado.
O teu soneto é muito bom - não sou "crítica", é claro,mas gostei muito.
Um sítio maravilhoso como esse que descreves... será um sonho real???

Uma semana feliz.

Beijinhos
Mariazita

Ana Lúcia Porto disse...

David,

Dessa vez, eu estou passando por aqui, tão somente para lhe dizer que eu ficaria muito feliz se você fosse comer uma fatia de bolo, comigo, em meu blog...

Estou lhe aguardando.

Beijos,
Ana Lúcia.

angela disse...

Lindo soneto, tem versos muito verdadeiros.
Obrigada pela visita ao meu blogue
beijos

mixtu disse...

só há rosas
perfumes...

a poesia...

abrazo serrano

Jacarée disse...

Pura realidade espressa ... magnífico soneto.

Abraço

Rafael disse...

É um belo sonho real este!
Abraço

Museu da Chapelaria disse...

Caríssimo David Santos,

Agradecemos a mensagem que deixou no blog do Museu da Chapelaria e, com a sua devida autorização, publicaremos este comentário no blog da Poesia à Mesa http://poesiaamesa.blogspot.com/

MAR disse...

EL AMOR...LA LLAMA QUE NUNCA SE APAGA...LA LUZ DEL PRINCIPIO Y FINAL DEL CAMINO, LA ILUSION PARA MANTENERNOS EN PIE Y PENSAR QUE LA VIDA ... SIN AMOR NO ES NADA.
Besos para ti.
mar

MARIA disse...

It is a beautidul poem,
I love it from first verse:

"It is the great Light that in us inhabits in each day"

to the last:

"Onde, como diz a poesia, só há jardins e flores"


Greetings from Poland
maria

Nilson Barcelli disse...

O sonho, a realidade e a poesia, por vezes, andam mesmo de mãos dadas.
Caro amigo, bom resto de semana.
Um abraço.

myletterstoemily disse...

no hablo en portugues, pero, creo que
entiendo su Luz.

© Piedade Araújo Sol disse...

vim reler e deixo os votos de um bom fim de semana!

abraço apertadinho

Drika disse...

Bom dia, David...Estou passando e conhecendo seu blog tbm... obrigada pela visita no meu blog... =)

Lindo o que escreveu, parabéns!

Desejo um bom fim de semana e uma boa Semana Santa!

Bj no coração!!!

Paola Vannucci disse...

David

Sabe o que mais me deixa feliz, é que minha obra está sendo lida como eu gostaria que tivesse sendo e está.

Isso faz parte dos meus sonhos e tb muito bem retratado no seu poema,

Haverá algum dia que me tornarei grande poeta e conhecida em livros no planeta inteiro

Obrigada mais uma vez por sua calorosa visita.

MARIA disse...

Hi David?
Do you know Polish Nobel Award poetess - Wislawa Szymborska?
My last post is little bit about her.

Have a wonderful Sunday!

maria
from Poland

david santos disse...

Hello, Maria!
Yes I know the great Polish poet Wislawa Szymborska. It is one of the known poets more of the world. The Polónia is an honor for all. I love Wislawa Szymborska. Have the nice week.

Sim, Eu conheço a grande poeta Polaca, Wislawa Szymborska. Ela é uma das mais conhecidas poetas de todo o mundo. Eu adoro Wislawa Szymborska.
Tem uma boa semana.

vivaOUexista disse...

.
.
"quando deixarmos de sonhar realidades, o que seremos"?
.
.
Excelente soneto...
mais uma vez:
- que bom que voltaste a escrever.

muito feliz.

grande abraço!!

@messiasrp