terça-feira, janeiro 16, 2007

NO FIM. JUNTA-TE A MIM, AMOR

Junta-te a mim, amor, no nosso leito.
Calmamente, olhemos o passado.
O que passou, e este, que está preso por um fio.
Que é futuro, mas desgraçado!

Junta-te a mim, amor, vendo nossos filhos correr.
Nada nos fazem, ou nada nos podem fazer,
sem tempo para nos beijar ou socorrer.
Junta-te a mim, amor, e juntos continuar a crescer...

Junta-te a mim, amor, vamos ver os verões que já passaram.
Imaginar o Inverno a que nos votaram.
A vida de ilusões que nos roubaram...
Olhar os portões desta casa, em que nos fecharam!

Junta-te a mim, amor, sempre assim estivemos.
Era bom, que assim nos deixassem ficar.
Estar juntos é o que mais queremos,
e que tão justamente merecemos!

Junta-te a mim, amor, não deixes desfazer nossa união.
O que já vivemos foi demais, para esquecer,
o que este Mundo mau e cheio de ingratidão,
nos quer roubar, antes da morte nos receber...

David Santos - In Poiesis

248 comentários:

1 – 200 de 248   Mais recente›   Mais recente»
Anónimo disse...

Quando o Amor é puro e sentido na sua plenitude, nem a morte os separará... existe sempre o "amanhã"
Acredite David :)
Um beijo

Anónimo disse...

É de uma ternura enorme, David...

Parabéns.

ANTONIO disse...

David, o meu amigo arrasta multidões. Já li este seu poema, mas em francês. O título que o David lhe pôs naquela altura era: "A última casa". Tenho esse livro aqui, no Senegal. Onde vou estar até ao Verão. o seu (lirizmo), tão real, põe as pessoas loucas. Este casal de "velhos" vive o drama das novas sociedades. O David é um homem fantástico! Parabéns. Não sabia que o David escrevia nas coletâneas "Poesis". Quando voltar vou comprá-las todas. Tenho aqui amigos da Gâmbia, da guiné e cá do Senegal, que ficam "loucos" só em ouvirem falar de si. Adoram-no. Chamam-lhe: "Irmão Branco." Abraços David. Vou para o interior e não sei se de lá o posso acompanhar. Se puder, cá estarei sempre.
Abraços, "Irmão Branco."

Xanusca disse...

:) muito simpático

Anónimo disse...

Tu hablas con el corazón...

Cariños

Pia

Laura disse...

Tem graça, já pensei nisso dos velhotes num lar.. Não quero ir para um. Definitivamente não quero. Talvez nem chegue a precisar. A minha vida tem andado algo turbulenta. e o meu sonho agora é ter uma casita, por isso falei na cabana ahhhhh, onde possa ser feliz. Para isso se der váo ao começo do meu blog que o meu amigo me ofereceu, e leia se quiser o primeiro verso réstea de sol, que fiz num sentimento dolorido e de saudade dos amigos. Estava prestes a perder o meu lar e pensei que se o vendesse e depois com o que sobrasse, pudesse comprar uma casinha barata baixa, no meio do campo, cheio de flores, o meu marido e eu arranjála-ia-mos, pintariamos tapariamos todos os buracos..e por fim, poderia convidar os meus amigos, ( e depois com muito amor e podendo..as amigas trariam bolos queijos fiambres pãozinho e convidariamos os meninos orfãozinhos para passar as tardes de sábado e Domingos ali..Por isso digo que a casa por mais pequena que seja, vais er mais que suficiente, com tanto amor que tenho em mim)).....aqueles a quem amo....Se quiser ter o trabalho, vá há abertura do blog. era ai e em geito de África (porque me sinto de áfrica se fui para lá pequenina) o mamã ué..é de lá pois...
Comecei a escrever no blog da Pascoalita e o meu amigo disse que tinha um manancial de coisas lindas dentro de mim, e devia dar-lhe asas, e assim fez. Foi uma benção ter este blog e poder chegar a todos através dele..Mas..não esperava semelhante visita..isso não....Deixe-me abraçá-lo com ternura..

Daniela Mann disse...

"junta-te a mim, amor, vamos ver os verões que já passaram.
Imaginar o Inverno a que nos votaram."
Muito lindo!
Chorei David...
Estou a aplaudi-lo emocionada.
Beijinhos

Anónimo disse...

David : Antes demais quero agradecer a tua visita , e aqui estou a retribui-la .
Quanto ao post : O Amor , tanto em prosa como em verso , é sempre o Amor , escaldante ; intenso ; penetrante e respirável . O que é pena , é que muita gente só o lê ou escreve , e não o partilha ... na verdade .
Vejo que não é o caso , é mesmo lá de dentro , sente-se ...
Abraços .
Até sempre .

Um á parte , tenho seguido o seu conselho , e já tenho alguns frutos ... Obrigado .

Isabel-F. disse...

Belissimo este teu poema de amor.
que vale mais na vida que o amor???

tenho um apelo no meu Blog. quando puderes dá lá uma saltada. valeu??

Bjs

Paula Raposo disse...

Gostei. Do poema. Triste. Mas bonito. Sem mais palavras. Um beijo.

Anónimo disse...

Um poema...é como um grito de alguém!
Gostei deste " grito" que tão próximo está da realidade!

Bem hajas David...por tanta sensibilidade nascer de ti!

Abraço amigo da
Maria

Joana disse...

Fez-me lembrar os meus avós. Foi o único grande amor que conheci. Um amor que não era só caricias e afectos. Era luta, era respeito, era enriquecimento! Foi o amor que durou 51 anos, por toda a dedicação e por toda a força de vontade. O meu avô faleceu faz hoje três meses.

Poema extraordinário! Gostei muito.
Parabéns!
Beijinhos *

Ferípula disse...

Estar juntos é o que mais queremos,
e que tão justamente merecemos!



Isso!!!!
Gostó a musiquinha en portugues brasilero???

elsa nyny disse...

Oh! David!!
Tá lindo, muito lindo!
que lindo é ver esse amor, que perdurará no tempo, e que se far+a eterno...e juntos um ao outro!!!

Parabéns Amigo!!!

beijinhos do coração!!!


:))

Anónimo disse...

ADOREI...!!!
Abraço!

Anónimo disse...

Ah...como consegues pintar um lindo quadro,fazer imagens surgir como uma antevisão do futuro...as tuas palavras são bem sentidas! Quem não gostaria de terminar assim, bem juntinho do seu amor, sem mais nada importar senão as recordações do passado??
Um abraço

Juan Carlos Morgado disse...

El amor es un latido del alma



saludos

....La Clau disse...

Yo creo que el amor es el latido de dos almas al unísono...

saludos ...

MiaHari disse...

Olá David,

Nunca ninguém soube explicar bem o que é o Amor, por isso, tanta tentativa para o definir!
Amor, sente-se, apenas, vive no Tempo!
E este Tempo aqui definido transformou-se em caminho, transformou-se em Amor!

Momento muito belo.
Um abraço.

Diário de um Anjo disse...

Muito bonito...até que a morte nos separe..hoje em dia custa a acreditar...

Beezzblogger disse...

Ó amigo David, parabéns, este junta-te a mim...

Como só você meu amigo, sabe escrever, eu lhe peço não pare, para não esquecer.

Abraços do Beezz

Teresa Calcao disse...

Como sempre,David,excelente trabalho.....gostei muito!
beijinhos

Anónimo disse...

Aloha David,
obrigado visitando meu blog e para suas palavras amáveis.
você é paz muito gracious.,
Paz (peace) Kai.

Maria disse...

Que bonito, David... Estar juntos é mesmo o querer mais forte do amor. Um beijo.

Mário Margaride disse...

Amigo David! Este poema, é extraordinário, de ternura, de amor de solidaridade, em todo o seu explendor!

Muitos parabéns!

Um abraço

Mário Margaride

pedro oliveira disse...

Não me apetece dizer:
- o poema é lindo (é óbvio, é-o)
Apetece-me «pensar» estas palavras:
«Calmamente, olhemos o passado.
O que passou, e este, que está preso por um fio.
Que é futuro, mas desgraçado!»
O passado que passou
O que está preso por um fio (o presente, prestes a tornar-se, também, passado?)
O presente que se tornará futuro... desgraçado, ou então não.
Passado, presente e futuro são apenas locais diferentes no caminho, no nosso caminho.

Zé Lérias disse...

Belo poema de amor, meu amigo.
O futuro, assim, será melhor.

.............

Gostaria que não parecesse publicidade ao sugerir-te que dês um salto ao "terapias-inocentes" para conheceres o meu ponto de vista em relação ao teu post e ao dos outros, sobre "Professoras de pêlo na venta".
Um abraço

Anónimo disse...

Depois do dia difícil que tive hoje, foi muito bom ler os teus poemas...
Tocou no fundo da alma...
Beijos, Paloma

Freyja disse...

hermoso poema de amor y ternura, esta muy lindo
te felicito
gracias por tus saludos en Sucesos
besitos y cuidate


besos y sueños

Freyja disse...

Gracias David por tus saludos en Lagrimas
te dejo un abrazo
besitos


besos y sueños

Deepak Gopi disse...

Thank you:):)
Good day

Pascoalita disse...

Os teus POEMAS são mto tocantes! Entram-nos directamente na Alma! E, de facto, só li VERDADES. PARABÉNS!! És um verdadeiro POETA!

Opintas / Bernardo disse...

Lapidar. Bom dia e um abraço,

Anónimo disse...

O amor...Palavra pronunciada somente por grandes poetas como és, a sensibilidade de um sentimento humano profundo como o amor, é sentido somente por poucos.
Lindo.
Big Kiss

Anónimo disse...

Precioso poema, David...triste y tierno a la vez.

Un abrazo

Anónimo disse...

SENTIDO POEMA...ME ENCANTA Y SOBRE TODO EN PORTUGUES,UN PLACER CONOCERLE,SALUDOS DESDE VENEZUELA!

Humberto disse...

Un sueño entre dos personas... cada quién sabrá lo que significa.
Bellas palabras.
Saludos.

Tarí Alcarin disse...

Son muy bellas tus letras David y es un honor para mi, la huella que siempre dejas por mi blog.

Un beso!

Anónimo disse...

Obrigada David pelo teu afago, de passagem. Vindo de ti tem um valor impressionante, para mim. É bom que a tua poesia seja tão VIVA!
Abr.

Alexandre disse...

Bom, David, o teu poema é lindooooo! Que sentido, que força, que imagem! parabéns!!!

E obrigado também pelo comentário sobre o aniversário da minha mãe.

Um forte abraço!!!!!!

Laura disse...

Olá David. Se quiser fazer a gentileza de ir ao blog da pascoalita, tem lá o comentário da africana, referente ao No fim. Junta-te a mim, amor. Ela não tem blog nem tempo, trabalha junto com a Pascoalita e somos amigas há mais de 34 anos.. ela tem os pais em casa dela, trata-os tão bem, que só visto..e ainda trabalha e anda num corre corre..Por isso a poesoa mecheu com ela, e escreveu algo no blog da Pascoalita no tema do verso da cecilia Meireles no renova-te, a 17 de janeiro (hoje)
Ora leia já que lhe caiu tão bem.. Beijinho ternurento da laura..

Laura disse...

Entre o opintas bernardo e o deepak gopi aqui neste memso lugar, é só descer, está lá a pascoalita que é uma bela muié ahhh mas quase da minha idade, aliás somos todas da faixa dos 50. a africana é a moça a quem dedico este verso que leu..
Querido amigo, acabei de fazer mais dois versos, um sobre o que o zé lérias escreveu sobre a senhora que bateu nas crianças deficientes e outro sobre o aborto.. Vou ver se publico. Quero por um anjo lindo mas ando a aprender e a Pascolita anda a ensinar-me através do msn à noite, a colocar, mas sai mal..fico fula (como o óleo a ferver..) Beijinho, e nem sei como estou tão produtiva. As coisas saem de mim. Graças ´ÁquEle que tudo pode, e em quem confio..

Ludovicus Rex disse...

Um bela história de Amor.
Um Abraço

Anónimo disse...

Olá David!

Que magnífica poesia, que palavras sentidas que na minha alma se projectaram..."Junta-te a mim, amor, e juntos continuar a crescer..." É esse o segredo de um grande amor..."

Bjs.

Anónimo disse...

Es increible como una poesía tiene la capacidad de transportarnos... mágicamente toca fibras sensibles que nos hace soñar.

Besitos, sensillamente lindo.

Claudinha disse...

Consegui!
Olá Davi, maravilhoso seu poema! Uma vida inteira juntos, uma só história, temos que homenagear este sentimento e esta união, mas suas palavras iluminaram mais ainda! Um beijo!

chuvamiuda disse...

................

tentar não custa

o custa é saber que não se tentou


.................

Noite serena

Andreia do Flautim disse...

Um poema cheio de amor:)

P.S. Sorri quando li o teu comentario ao dizeres que tiveste de escrever o nome de Schostakovich num papel!:)

MJ disse...

Hmmm... Este cantinho, realmente, não conhecia :-)
Mas que poeta que aqui temos! Parabéns!
Que doçura e que nostalgia... nestas palavras...
Muito lindo :-)

Um abraço

MJ disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Um Poema disse...

Enternecedor, meu amigo.
Na minha página só adiciono endereços de páginas cujo conteúdo me interessa.
Gostaria de adicionar "SÓ VERDADES", se não vires inconveniente.
Um abraço

maria disse...

:)
Os meus Avós têm uma história lindíssima de mais de 60 anos de cumplicidades...

Tenho a certeza que era assim que a minha Avó pensaria agora se ainda se atrevesse desejar.
Se o meu Avô me faz tanta falta e só o tive 34 anos... imagino à minha Avó.

No fim... quem dera chegar à barreira última e ter alguém de mão na mão!

Sabe bem lê-lo, David! (já sei que sabe disso mas há coisas que nunca são redundância escrever/dizer!! por isso repito todos/tantos dos seus leitores!)

Zé Lérias disse...

David: Só agora tive oportunidade de ler com mais cuidado o texto que me deixáste num dos meus blogues. Podes crer que me deu muito gozo ler-te, sobretudo pelo desassombro com que falas das tuas filhas. Se já tinha de ti a ideia de que eras um homem de corpo inteiro, agora acrescento que és um homem justo, um homem de bem. Daqueles que vão faltando, em quantidade, neste mundo doente.
Pois é, um poeta não poderia trair sua condição, não é!
Recebe um abraço forte deste que também já não é nada novo...

Anónimo disse...

David,

Tocas sempre à alma...não digo que o invejo, mas que gostaria de saber isso, ah sim! como gostaria...

Marlene Maravilha disse...

Ao ler este muito bom texto, sensível e terno, eu lembrei-me do meu passado e também do meu presente em relação a este passado.
Deu pra entender??
Vou continuar pensando; mas é extremamente puro. Lindo!
abraços

Luna disse...

Sim, só o amor, a ternura, a vivencia de uma vida a dois pode comatar as faltas que este mundo nos dá
****

Anónimo disse...

Crescer juntos...que mais se pode querer?

Muito bonito David :)

Priscila disse...

Saludos desde Valparaíso... Ciudad de poetas....

nene disse...

Simplesmente magnifico!
Fiquei emocionada ao ler o teu poema!
Os pais fazem tanto pelos filhos, e depois ninguém tem tempo para os pais, apenas se têm um ao outro quando a vida assim o permite!
Adorei!
Obrigado!
Um beijinho:)

Isabel disse...

David meu amigo, que poema de amor.

Um poema de amor que fala de amor eterno... como eu acredito que ele possa ser.

Um poema que fala de crescer juntos, verdadeiramente unidos na vida... como eu acredito que possa acontecer.

Um poema de amor com passado, presente e futuro, com memórias, com penas, com alegrias com lamentos, com a incerteza do futuro, e a certeza da morte... mas sempre juntos.

" Junta-te a mim, amor, sempre assim estivemos" ... adorei este pedacinho... o amor deve ter sempres... acredito nisso.

Um amor até que a morte nos separe mas sem ser um conto de fadas... um até que a morte nos separe porque unidos estivemos e continuaremos vivendo as alegrias e ultrapassando as penas da vida...

Muito bonito David...

Disseste para escrever e eu escrevi... não precisas esperar mais...

Até breve amigo.

Isabel

disse...

Pena é que muitos não se juntem no fim...
Gostei
;)

António disse...

Caro David!
Começo por agradecer o comentário ao meu post "Viajando à boleia".
Palavras como as que lá escreveste são sempre motivadoras para continuar.
Agora tenho de confessar uma coisa.
Não sou grande apreciador de poesia.
Mas, obviamente, leio muitos poemas que me agradam. Alguns agradam mesmo muito.
Este que aqui postaste é um bonito poema, retratando muito bem o ocaso de um casal, eventualmente fechado num lar.
Gostei!
E penso que fiz a leitura correcta.

Um abraço

Anónimo disse...

Hi David!
After all life is all about communication in some form or other.
Peace and Love!

Cusco disse...

O meu comentário a este texto é só o seguinte: Fez-me lembrar do livro "AMOR EM TEMPOS DE CÓLERA" e está tudo dito.

Até Breve
SE DEUS QUISER

almena disse...

Muy hermoso, David.
Me alegra haberte encontrado y tener la oportunidad de leerte.

Un abrazo!

Anita disse...

Hola David!

Que manera de recibir comentarios amigo!!

El amor es uno y es maravilloso, como tus poemas.

Un abrazo.

Anita enamorada.

Anónimo disse...

É muito doce, mas também ansioso, como se não udesse ficar um minuto longe do seu amor.

Beijinhos

belakbrilha disse...

Palavras simples...
Mas verdadeiras...
o que resta?...viver o melhor que se souber...juntos
...com seu amor!!!
O tempo, dentro do tempo,
daqueles que nós amamos,não têm tempo de olhar, para essa falta de tempo...
do tempo que nós desejamos!!!

Um poema muito bonito...

bj

B R E N A disse...

Não me canso de repetir... nunca vi um blog tão comentado como este!
Estou a aguardar o próximo trabalho, conforme você disse no meu blog.
Beijos

Anónimo disse...

Este " amor está sempre unido ;)
Beijinhos*

Kalinka disse...

DAVID
Dei por mim a pensar que já ri com vontade, já nadei até perder o fôlego, já chorei até adormecer e acordei com o rosto cheio de marcas que tentei disfarçar; já falei sozinha com o espelho, que já quis ser médica, escritora, actriz ou pintora.
Dei por mim a pensar que já fui criança que joguei às escondidas, inventei amigos, já andei à chuva e senti-me livre. Já estive até altas horas da noite a fazer confissões aos meus amigos ou a ouvir as deles.
Dei por mim a pensar que já rimos e chorámos juntos… dei por mim a pensar que já confundi sentimentos e segui talvez pelo atalho mais complicado e nele caminhei pelo desconhecido…já chorei a ouvir músicas, já tentei esquecer pessoas mas conclui que essas são as mais difíceis de esquecer...

Bom fim de semana.
Beijo.

Anónimo disse...

Oi meu amigo,

AMEI!!!
A pureza do mais belo sentimento aqui falado e sentido.
Espero que tenha um doce fim de semana e uma semana cheia de luz em seu coração.
Xi - corações mil.

Zé Lérias disse...

oLÁ!

SÓ PASSEI PARA DESEJAR-TE UM BOM FIM DE SEMANA.
UM ABRAÇO

Mac Adriano disse...

Sim senhor, mais uma vez. Já vi poemas publicados em livro bem piores. Parabéns.

Conceição Bernardino disse...

A alegria é um dom que se adquire a arte a tristeza que se transpira
em beleza...
Eu volto
Beijinhos
Belo
Conceição Bernardino

IGNACIO disse...

Hoy vengo a dejarte una profunda admiración por lo que escribes, por tu forma de comentar, por tu trato amable.

Y te doy las gracias por seguir pasando por mi casa.

Te abrazo en la distancia.

}}cleopatra{{ disse...

Olá David!
Mais um belíssimo poema!!

A partilha de todos os momentos, a companhia de todas as horas, o resumo de uma vida...!
Muito sentido este poema!

Beijinho soprado

Anónimo disse...

Quem sou eu para comentar este poema de uma beleza cristalina? Mas posso dizer que adorei, não só pela forma mas sobretudo pelo conteúdo...
obrigada pela visita!

Peste disse...

muito bonito

Silvia disse...

Muito bonito...
Mais palavras para quê, se esta tudo escrito?

Um beijo e um optimo fim de semana para ti David.

Vida disse...

David, que poema mais lindo, um grito que todos nós queremos dar, "Junta-te mim, amor..." infelizmente a velhice tira-nos muitas coisas e muitas vezes ainda nos tira o amor, por isso eu digo todos os dias, "junta-te a mim, amor".
Lindo...beijinhos.

Anónimo disse...

Ups!.. Cómo me gustaría entender el portugues en este momento...

Creo que empezaré a utilizar el traductor, para poder leerte... :)

Un saludito!... :)

Anónimo disse...

Qurido David: tu poesia,la he leido a trocitos y despacio porque me cuesta entenderla, tiene aún sin poder leerla bien, una sonoridad especial.Siento que no pueda leer y conocer tu idioma.
Me encanta Portugal al que voy con frecuencia, toda la zona norte ya la conozco bien y la he disfrutado mucho.
Gracias por tus palabras que siempre me llegan al alma y me animan a seguir escribiendo. Yo sólo tengo el atrevimiento de exponer todo lo que de mi alma y mis vivencias sale en forma de letras. Me alegra que alguien como tú, tan lindo en sus palabras y tan exquisito al expresarlas, visite mi blog y lea lo que pongo.
Gracias de verdad. Un abrazo grande.

Isabel disse...

David vim ler-te de novo.
Cada vez gosto mais.
Cada vez leio mais nas tuas entrelinhas.

Só quis que soubesses que estou aqui que te leio e te admiro... que o continuarei a fazer porque contigo aprendo e sinto...
Teras sempre toda a minha atenção para cada escrito teu.

Até breve amigo.

Isabel

Trini disse...

Muchas, muchisimas gracias por tus bellas y amables palabras en mi blog David.

Un abrazo

Anónimo disse...

Lindo, David!
Extraordinária a forma como associa um realismo único (retrato vivo da nossa sociedade actual) ao lirismo de um amor vivido em pleno, a dois, como sempre o foi, como o será até ao fim.
Parabéns.

o alquimista disse...

Bravo meu respeitável amigo! Poema tão cheio de sentires, de humanidades...a elegãncia com que este poema foi escrito só está ao alcance de alguns...
Parafraseando um amigo compositor:
"O poeta nunca morre, só se ausenta um bocadinho"

Forte abraço

Anónimo disse...

Grato pela visita e pelas amáveis palavras.(apenas me seja permitido trocar 'amiga' por 'amigo').
Um abraço

Márcia disse...

Brado ao retorno dos dias felizes, da juventude, da paixão...
Beleza triste de uma vida que se esvai.
Lindos dias, querido
beijossssssssss

Anónimo disse...

"Junta-te a mim, amor, sempre assim estivemos.
Era bom, que assim nos deixassem ficar.
Estar juntos é o que mais queremos,
e que tão justamente merecemos!"

que bonito :) gostei muito

Abraço*

Anónimo disse...

A leitura deste poema provoca um embargo de emoção. Terno, comovente, um pouco triste. Quando duas pessoas se têm uma à outra, já têm a maior riqueza. **

Anónimo disse...

junto-me a tantos outros visitantes que têm prazer em ler-te :)
beijinhos e bom fim de semana

dull disse...

David , ojala el futuro no traiga desgracia y solo quede en emocion.

Me preguntas que es "brujos" es algo asi como chaman.

un abrazo !

Anónimo disse...

Bem se não é um poeta, é um poeta!
O antes e o depois... mas o Amor esse é sempre o mesmo, maracdo por uma união de anos de uma vida...
Lindo que nem dá para dizer mais nada, um beijo e um bom fim de semana.

RAYDIGON disse...

Gracias por tus visitas y palabras.

Te expresas en español muy bien.

Abrazo desde México.

Anónimo disse...

Como sempre.. É o que é.
Vem de dentro.
Um abraço!
Lammazze

O Sibarita disse...

Olá David! O amor, sempre ele... nos remete aos escritos ditos do coração! Tá muito boa sua poesia, aliás sempre os seus escritos os são!

Ah, David, gostaria que você por favor ouvisse essa web rádio que é daqui da Bahia para ver se chega bem ai o que acha da programação, depois me informe.
Clique ou cole o endereço: www.humaita.radiowebtv.com

Obrigado!

abraços,
O Sibarita

Anónimo disse...

Recorriendo laberintos coloridos
imágenes, textos y poesías
alimento mi espìritu con tus románticas letras.
Una alegría saludarte, desearte un feliz 2007.
Un abrazo fraternal.

Freyja disse...

Gracias David por tus saludos en Sucesos, que bello y cierto lo que me dices
un buen fin de semana y que estes bien
besitos



besos y sueños

Anónimo disse...

Olá David

Lindo! Adorei
Está forte, muito profundo, arrebatador e sobretudo muito verdadeiro.
Pois é, nota-se que a sensibilidade mora em ti!

Bom fim-de-semana
Um grande abraço

Cusco disse...

Retribuição de um optimo fim-de-semana!
Quanto ao parto, está para breve pois já vou sentindo as dores a aumentarem, aumentarem!

Abraço e até breve
SE DEUS QUISER

Anónimo disse...

GRACIAS. Muchas gracias por tus palabras DAVID.

No hay nada que disculpar. Todo lo contrario. Felicitarte porque hablas español y por escribirlo como tú lo haces. Qué está muy, muy bien.
Ya quisiera yo, hablar y escribir así en portugués... Como son parecidos, entiendo bastante, pero no al 100% ,como me gustaría..

JUNTA-TE A MÍ AMOR..

Hermosa poesía, que lleva música, como el agua de un río.. y canta al
AMOR con mayúsculas:
" UN AMOR ATE QUE A MORTE NOS SEPARE:"

¡MUITO LINDO, DAVID!

Desejo-te um bom fin de semana.

chuvamiuda disse...

.................

Bom fim-de-semana

Abraço

Ghiza Rocha disse...

Que lindo seu blog, nossa, vc escreve em tantos lugares que precisarei visita-lo aos poucos... Obrigada pelas suas visitas, sempre gentis, vou adiciona-lo aos meus links tudo bem?
Um abraço!

Kalinka disse...

AMOR - palavra maravilhosa, dita em diversas circunstâncias;
AMOR - sentimento puro, de preferência;

Juntemo-nos todos, no sentimento sublime do Amor-Amizade...
e juntos continuemos a crescer...
na Vida real e também neste Mundo virtual.

Bom fim de semana. Beijokas.

marmota disse...

Deduzco más que entiendo de forma literal el contenido de tus versos ya que la utilización de un traductor hace perder matices.
Belleza no te falta , sensibilidad tampoco y música es lo que percibo al leer tu escrito , felicidades...
Abrazos.

Anónimo disse...

são fabulosas as suas escolhas
foi fantástica a visita por aqui
bjs

Anónimo disse...

nos une el lenguaje del sentimiento. agradecida

Teresa Calcao disse...

Ola David,
Destas paragens longinquas,um grande beijinho de amizade e um optimo fim de semana......
Estou a ficar com algumas saudades ai do nosso cantinho a beira mar plantado......nota-se????????
:)

Anónimo disse...

David
Cada vez mais fico "preso" a este cantinho, e à sua poesia...
Este é muito bonito e sentido...
Só lhe peço que continue a deliciar-nos...

Um grande abraço e bom fim de semana
Tiber

Anónimo disse...

Como siempre David, bella y romántica poesía.
Saludos afectuosos!

Anónimo disse...

O amor poeta, tantas coisas escritas e tantas por escrever ainda...muito obrigado!!

Anónimo disse...

Queria conversar consigo sobre algo...queria tentar a minha sorte lançando um livro...nao sei se me poderá ajudar...

_lara_ disse...

simplesmente perfeito....
Acho que quando ha um sentimento e uma paizao assim tao grande, ninguem nos consegue roubar nada...so se deixarmos...
muito bonito mesmo, Parabens!****

Zé Lérias disse...

David:
Recebi o teu recado.
Não tinha pensado na inoportunidade do tal post.
Talvez porque não achasse os bonecos assim tão apelativos para o fim em vista, visto a imagem ser muito pequena.
A tua chamada de atenção afinal faz todo o sentido, agora que me alertaste.
Depois aviso.

Outro abraço e bom fim de semana.

Nota: Dei-me a tratar-te por tu. Olha se não gostares diz ;)

Curiosa disse...

Agradecimentos à passagem através de meu blog. Cumprimentos

palabras con ningun sentido disse...

SIIIIIIIIIIIII, pude entrar, aunque debo decir que ha sido de pura casualidad, y desde el blog de azzurra.
Amigo, sigo mejorando mi idioma a fuerza de leerlo.
Un gran abrazo

Anónimo disse...

Querido, vc sabe que eu estou empenhada 24/7 na implantação do nosso movimento apartidário e em defesa da recuperação de valores morais e cívicos,hoje vilipendiados pela classe política e aceito de forma quase q unânime pela população.
Sei q vc aguardava mais informações e acabo de postá-las.
Faça-me uma visita e nos ajude da forma que lhe for possível.
Beijos,
SôniaSSRJ

Rosa Silvestre disse...

Poema melancolico mas lindo! Fiquei sem palavras.
Obrigado pela visita ao meu cantinho. Volte sempre. Abraço!

o alquimista disse...

A luz inundou o dia, no resto do vago que resta da noite, sons de melodia dolente que ecoaram por toda a lagoa...

Feiticeiro domingo


Forte abraço

Existe uma estrela no céu que ninguem vê senão eu! disse...

"Todo o amor é ETERNO, quando não é eterno nao é amor"
ate sempre.. as vezes o caminho é dificil... ams chega-se lá
kiss

Anónimo disse...

Acontece que por uma razao que mais tarde vira a compreender,nao lhe posso dar o meu mail publicamente. vou dar lhe o de uma amiga. obrigado,david. marta_peralta@hotmail.com

Anónimo disse...

Olá amigo!
Passei para deixar um grande abraço e mais uma vez dizer que fazes jús aos 122 comentários desta página! Parabéns!
abraços

sacerdotisa_alada disse...

venho cá ler mas as vezes nem sei que comentar por isso...

peciscas disse...

Bonito!

Marco Santos disse...

Caro David,
Vim retribuir a sua amável visita ao meu Antigas Ternuras. Sim, o passamento precoce da Elis deixou uma lacuna irreparável em todos nós que amávamos o seu canto.
Sobre o seu belíssimo poema, que poderei dizer? Quem não sonha em passar uma eternidade com quem o Destino, o universo nos destinou ao coração?
Amo e meu amor nunca se deterá diante da eternidade.
Parabéns pelos textos.
Um forte abraço.
P.S. Meu nome não tem "S". É Marco.

Anónimo disse...

Todo bien, David, todo bien.

:)

Precisamente retomando fuerzas... Te deseo también una buena semana, llena de fuerza y ¡Amor!

Te mando un abrazo.

Jéssica disse...

Que coisa linda, vc escreve com a alma. Beijo e ótima semana*.*

Anónimo disse...

olhendo o passado construimos o futuro... Obrigado pel teu poema!

azzura disse...

Lo entiendo.. te entiendo;) es muy bello David, mucho, adoro este idioma; tiene cadencia.. me parece sensual la forma que teneis de hablar y escribir;)

Um beijo con molto carinho

Anónimo disse...

belo poema

gracias por tu visita a mi blog
abrazos

El Navegante disse...

Preciado David:
Sou das pessoas que tem certeça que o destino es as causalidades existen.
Vc chegou hoje a´t emeu barco, onde logicamtne é MUITO BEM VINDO, e agradeço mesmo o comentario que deixou.
Mais olha, só achei ao principio en deizar lo registro da tua visita para vir mais logo ate iste porto das poesias mágicas.
Masi algo me dixo por que nao agora fazer a visita, vamos lá, e cheguei.
E qué me encontro meu amigo, além de uma obra poética muito emoçoante, con versos que se escreben só con o coraçao, cin un espelho nas tuas palabras ond eminha propia vida e realidade de hoje, me fazerían ter que dizer as mismas palabras que vc fala para sua amada.
Só que a minha, agora deseja ficar longe de mim, e nao posso falar para ela,por isso foi mágico te ouvir falar para mim, as mismas coisas que tenho muito na pele ferida.
Um abraço e celebro iste encontro e ista casua/causalidade.

Anónimo disse...

saludos ke estes bien!!!

Anónimo disse...

saludos ke estes bien!!!

Anónimo disse...

saludos ke estes bien!!!

Anónimo disse...

saludos ke estes bien!!!

Anónimo disse...

olá David!

que hermoso lerte, meu amigo, cada vez mais eu disfruto de tu prosa.

obrigada a la vida pelo encontro com você.

e verdade, você escreve so, verdades.

Roby disse...

David, bom dia querido amigo!!
É ..a vida passa num sopro..
Vemos nossos filhos já moços e criados..
E no fim, junta-te a mim amor!
*
*
David,suas visitas em meu blog fazem a DIFERENçA.
Tudo fica de uma riqueza por lá incomparável!!!
*
Um upaaaa deste tamanhão procê querido.

Conceição Bernardino disse...

Divinal


Amigo,
Parte integral de liberdade
Alguém com quem saboreamos tudo
Expulsamos o preconceito, ambiguidade
A quem oferecemos o olhar mudo
Amigo,
Não importa quem és,
De onde vens
Se estás presente ou ausente!
Amigo,
Alguém que sinto
Que está sempre comigo...

Conceição Bernardino
Tenham uma boa semana com muito amor

Meus blogs http://amanhecer-poesia.blogspot.com

http://sentidos-visuais.blogspot.com

Tiago disse...

se eu usasse chapéu, eu o tiraria pra este texto. belo, david.

Anónimo disse...

Tan bello el poema como el idioma que nos lo trae.


--
Saludos y gracias.

Anónimo disse...

Obrigada pela visita no meu " Cantinho!

Já comentei neste post...e tenho
visitado todo o blog....

Soberbo!
Parabens!

Abraço amigo da
Maria

Poetry by Kai disse...

hi david

Ferípula disse...

Hola David!!! Un abrazo!
Ferip

Peggy Bonilla disse...

Olá David

Me tienes sorprendida. Primero por tu poesía, aunque no hablo ese idioma, me auxilio con un diccionario y resulta interesante. Bella en verdad. Y segundo, nunca, los blogers han tenido tantas visitas como tú. Acaso eres el nuevo Pessoa.

Parabéns

BELMAR disse...

Te invito a compartir la fuerza de la interpretación de Quilapayún sobre la matanza de la Escuela Santa María...

http://belmar.podOmatic.com/entry/2007-01-21T11_12_19-08_00

http://belmar.podOmatic.com/entry/2007-01-21T11_18_32-08_00

BELMAR disse...

Te invito a compartir la fuerza de la interpretación de Quilapayún sobre la matanza de la Escuela Santa María...

http://belmar.podOmatic.com/entry/2007-01-21T11_12_19-08_00

http://belmar.podOmatic.com/entry/2007-01-21T11_18_32-08_00

Anónimo disse...

Visitinha para desejar um excelente inicio de semana.
Big Kiss

Anónimo disse...

A sua sensibilidade realmente me toca...
Lindo o seu comentário sobre o meu post, gostaria que o mundo fosse livre de preconceitos bobos e injustos...
Quero sempre expor no meu blog aquilo em que acredito!
Mais uma vez agradeço a sua visita!
Beijos
Paloma

Anónimo disse...

Sensível e sincero!

Mt sensibilizada pelo olhar poisado em meu espaço.

Atcharya disse...

Que tengas una perfecta semana mi buen David¡!¡ :)

Y que te saludo desde aquí....

J. Andrew Lockhart disse...

Very romantic! Nice writing, David. :)

luci disse...

obrigada pelo teu comentário à minha divinal dúvida...

e também pelo teu poema de ternura e fé.
falo da fé no amor que prevalece...

peter pan disse...

Será um prazer conhecer-te pessoalmente...

Um abraço e obrigado pelo teu apoio

Anónimo disse...

David,

Lindas, lindas, lindas palavras !
Emocionante !

Sds,

Susana

Lusófona disse...

Dizem que só uma alma que sofre amores e desamores, venturas e desventuras, encontros e desencontros poderá ser um "verdadeiro" poeta, (mesmo que tudo seja vivido no imaginário). E geralmente a sua alma é carregada de tristezas e melâncolia.

O quê você me diz, poeta?

Beijos

Deco disse...

É de tanta sensibilidade, que cabe apenas meu silêncio. Abraço

Poemas e Cotidiano disse...

Oi David!
Que bonita poesia, que mostra que com os anos, temos mesmo eh que lutar pelo relacionamento. Os filhos, esses vao... e ficamos nos.
Um beijo
MARY

PS: Obrigada pela visita ao meu Blog!

José Alberto Mostardinha disse...

Viva David:

Obrigado pela visita e comentário no Estados Gerais.
Estou sem palavras, o seu poema é duma sensibilidade extraordináriamente simples o que o torna nagnífico.
Só mesmo uma pessoa com muito amor o pode fazer transparecer para a escrita com tanta intensidade.

É a primeira, mas será sem duvida nenhuma a primeira de muitas visitas que farei neste seu blog.
Obrigado pela partilha de sentimentos.


Um abraço,

Suzy Tude disse...

David, quanta poesia, quanta verdade...
Só agora te descubro.

Grande abraço

Paula disse...

mil gracias por tu visita y por tus palabras

un abrazo

o alquimista disse...

Olá meu caro Amigo, passei para te deixar um abraço...

Anónimo disse...

Muy bello... oda al amor eterno, al de toda la vida!!

Saludos desde Chile

Anónimo disse...

Obrigada por visitar meu espaço...Olha que vamos marcar um debate sobre o "guardar segredos" da poesia do Vinícius...Fica bem...

Anónimo disse...

Nunca dejarán de sorprenderme las palabras que hablen de amor, las palabras que expresen ese sentimiento tan profundo, motor que hace mover al mundo.

Un beso enorme

Anónimo disse...

Junta-te! Les paraules d'amor, d'agraïment fratern entre iguals que es desprenen de la teva poesia són la sal de la vida!

palabras con ningun sentido disse...

David, amigo, viendo los rostros de muchas de tus amigas blogueras he llegado a varias conclusiónes podsibles a saber:
I)-. Las mujeres portuguesas son hermosísimas
II)-. Las mujeres hermosas de portugal gustan de visitar a los poetas
III)-. Las mujeres hermosas aprenden portugues para comunicarse con vos.
Me gustaría saber la respuesta
Un abrazo desde el Coño Sur americano :D

Tarí Alcarin disse...

David, paso a saludarte y para saber cómo estás.

Te dejo mil besos.

Anónimo disse...

Hola, no entiendo mucho elportugues, pero quice venir a saludarte, que estes bien...

Anónimo disse...

Olá David.

As tuas poesias enchem o vazio de um enorme prazer e calmaria. Parabéns.

Tenho uma petição no meu canto. Assinas ?

Abraço

Anónimo disse...

Ke poeta. Parabéns!

Abraço
http://perolasaporkos.blogspot.com

Anónimo disse...

Muito bonito, David...

Um Abraço

Conceição Bernardino disse...

Olá,
Que posso eu dizer se os meus olhos não falam!
Transmitem emoções, a essa beleza inconfundível
Que as palavras me transmitem
Aqui estou eu para te dar o meu gesto de carinho
Soberbo...

Conceição Bernardino

Anónimo disse...

Faz-me lembrar uma casinha de campo com jardim e sebes com uma cadeira de baloiço no alpendre com 2 pessoas que se amam,balouçando na ternura

NARNIA disse...

O Poeta ama sempre até mais tarde, numa girandola de pétalas de rosa tem sempre quem os sonhos lhe resguarde...

Obg pela sua visita e pelo comentario, gostei de saber que lhe agradou :))

Anónimo disse...

Ola...
primeiro queria agradecer a visita ao meu blog.
Segundo adorei o poema muito bom mesmo...

Anónimo disse...

O Amor é um senimento lindo...

É lindo ver que á amores que permanecem toda a vida!

Obrigada pela visita ao meu blog!

beijinho =^.^= tarina

viviana disse...

muito lindo mesmo!!!
um abraço

Anónimo disse...

David,
Retribuo a visita... e agradeço as palavras que deixou no Rosa Azul.

Que as fontes inspiradores jámais deixem de brotar frescas e cristalinas águas.

Um abraço
Isa

DE PROPOSITO disse...

Um belo conjunto de versos. Tem principio, meio e fim. Pode se considerar uma prece.
fica bem.
Um abraço.
Manuel

Linda Paixão disse...

Gostei, muitos parabéns.
O amor não faz sentido sem dois caminhos lado a lado, juntinhos.
Beijos***

Dad disse...

Gostei muito!

Parabéns pelo excelente blog!

Um beijinho,

Gioconda disse...

Bem....eu pensava que tinha muitos comentários.... afinal eu nunca tinha era passado aqui... sou apenas uma aprendiz...
Obrigada pela tua passagem no meu blog hoje. Voltarei mais vezes sem dúvida.

alquimista disse...

Obrigado pela visita
Poema brilhante

Um abraço

Kalinka disse...

David, que poema mais lindo!!!
Um grito que todos nós queremos dar:
"No fim, Junta-te mim, amor..."

Cada vez há menos o hábito de dizer Amor sentido, diz-se amor por dá cá aquela palha...não gosto.
Mas adorei ler-TE.
Beijokas.

Anónimo disse...

Lindo poema, adorei!

laida disse...

cheguei aqui atravez da visita que fez ao meu cantinho, que desde já agradeço.Vejo que tem aqui um blog a não perder, a ver por a quantidade de comentarios,já está nos meus favoritos. Quem escreve assim é poeta.
um beijo

Fernanda disse...

O Amor sincero tudo supera!!!

Um abraço

Anónimo disse...

Oi David!
Obrigado pelo comentário no meu blog! Volte sempre quiser! Gostei muito do seu blog! Lindíssima a mensagem do seu perfil! É bem verdade!
Um ótimo fim de semana pra ti!

Lurdes disse...

Olá David! Venho agradecer a sua amável visita.
Estou a ver que é um poeta! Este poema mais a frase do seu perfil, deixaram-me a pensar...
Parece que vou ter que arranjar um tempinho para fazer por aqui uma leitura!
Beijinhos

ALEXIA disse...

Sempre perfeito....

obrigada pelas palavras deixadas no blog de minhas crianças

M A R I A N E disse...

Seja sempre bem vindo ao meu blog....pq eu estarei sempre por aqui tb! Adorei! Bom fim de semana pra ti tb! Abraços.

Anónimo disse...

Lindo texto!
Profundo!
Repleto de talento
e sensibilidade...

Não sei se verás
meu comentário.
Você tem muitos!
"O meu é o de número 193"
Mas mesmo assim
venho agradecer a visita
e dizer que gostei muito
de estar aqui.
Parabéns!
Lindos versos!
Tu escreves com o coração...

Beijo.*Juli*

lobices disse...

...venho agradecer e retribuir a amável visita
...aqui vive-se num mundo poético; parabéns
...um abraço

brisa de palavras disse...

Juntei-me aos muitos que visitam teu canto e se deliciam com a tua poesia.
um abraço
brisa de palvras

Anónimo disse...

Olá Poeta David

Tu que escreves como ninguém, eu te desejo um lindo fim-de-semana

Abraço

Anónimo disse...

David... Esto está muy bonito...

¿Verdad que no es siquiera aburrido vivir en familia?

Te dejo un abrazo

Anónimo disse...

Venho agradecer e retribuir a visita, felicitando-o também pela sua extraordinária veia poética, mobilizadora deste número invejável de comentadores. Vou tomar a liberdade de o linkar para me ser mais fácil visitá-lo.

Anónimo disse...

Oi meu amigo,

Faz algum tempo que não o vejo, espero que esteja bem.
Passei aqui para lhe desejar um bom fim de semana e uma semana cheia de luz em seu coração.
Xi - corações mil.

Anónimo disse...

ótima poesia. "Junta-te amim..."

«O mais antigo ‹Mais antiga   1 – 200 de 248   Mais recente› Mais recente»