quarta-feira, novembro 08, 2006

ELES VOLTARÃO?

Lamentar algum pecado
a alguém que se feriu
será chorar o passado
de muito que não morreu

Chorai mães iraquianas
filhos caídos por terra
são tão meigas e humanas
mas não entendem a guerra

Chorai mães espanholas
os vossos filhos caídos
à sombra de cobardolas
bem dentro dela escondidos

david-santos

8 comentários:

Conceição Bernardino disse...

Crianças sem rosto


Quantas crianças no mundo esperam
Pelo pão da esperança,
Estendendo as mãos
À desbasta miséria, esperando
Apenas dela a sua sobrevivência.
Quantas são aquelas que
Morrem sem conhecerem
Os horizontes ofuscantes da vida?
Tristes daqueles que nascem
Do ventre da desgraça que
Tanta pobreza lhes é oferecida.
Que liberdade é a nossa?
Que deixa a morte escrever
Na miséria os nomes dos pobres.



Conceição Bernardino

MiaHari disse...

Quanto sofrimento sem rosto!Quantas lágrimas derramadas!
São mesmo SÓ VERDADES!

Um abraço.

Mário Margaride disse...

Verdade meu amigo David!
Infelizmente, mais irão morrer. No Iraque, no Afganistão. Onde quer que haja guerra. Cruel realidade...!
Um abraço
Mário Margaride.

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Vim te agradecer por tua visita e por tuas palavras e aproveito para te desejar um bom dia!!!

Volte sempre que sentir vontade!!!
Um abraço,
Cris

Leticia Gabian disse...

Que bom! Vejo aqui a minha amiga Lâmina dágua!

A guerra é o brinquedinho de soldado de chumbo dos covardes.

Obrigada pela visita ao Som&Tom. Volta sempre que desejar.

Um beijo, do Brasil

Anónimo disse...

Gostei.
Até!

as minhas palavras disse...

Tudo o que é belo volta sempre!
Por isso espero que voltes muitas e muitas vezes ao meu blog.
Obg pela tua visita!
És smmpre bem vindo!
Parabens pelas tuas palavras magnificas!

Naeno disse...

Um pianinho no mar. Pareceu coisas do nosso Vinícius. Isso me levou a Ele numa rapidês.
Belo poema, muito bem escrito e bem dito.

Naeno