quinta-feira, novembro 16, 2006

PENSAR NO ANTES

Estás tão ausente, tão longe, tão perdidamente,
o que tens, meu amor!?
- Saudade!
Porquê!? Te veio isso agora à mente?
- Tudo passou como o descer de um corredor.
Lá isso é verdade!

- Cantar, já não canto. Escrever, muito pouco...
É esta a vida. Temos que encará-la,
vivê-la até que fique apagada.
- Como foi tão bom, o nosso mundo louco.
Mas a vida que passou não há como recurá-la,
vamos viver a que nos resta, recordando a passada.

Não penses mais nisso, amor!
- Ah penso, penso! Até fico encrespada!...
Mas é esta a nossa realidade, nua e crua,
não lembres mais, não queiras dor.
- Ah lembro, se lembro! Tu todo janota e eu decotada!
Paciência! Foi e é esta, a minha vida e a tua.

david-santos

46 comentários:

Claudia Perotti disse...

Gosto muito do jeito que escreves.
Beijinhosss

chuvamiuda disse...

..............
memórias memórias, que se misturam com a nostalgia, o ajustar de contas com nós mesmos
..............

(meu caro, o chuvamiuda e antónio paiva são a mesma pessoa)

Até breve

Thiago Forrest Gump disse...

O contraste as vezes alimenta a vida e afasta a mesmice e a rotina.


Abraços

aprendiz de viajante disse...

... envolvente e ... muito BONITO!

Um abraço

Betty Branco Martins disse...

Olá David

Obrigaga pela visita e palavras. Volta sempre:)

"Pensar no antes" é "segurar" nas mãos uma obra que se constrói cada vez que se respira - e de quando em vez temos que sentir todos os traços - encaixes - percorrer todas as linhas na nossa memória - e por instantes - viver o antes...

Beijinhos com carinho

Mário Margaride disse...

Caro David. Muito belo! Gostei muito mesmo. É a vida!
Um abraço
M.Margaride

mind disse...

obrigada pela vista!
bonito post =)

Mark Tindo disse...

é que a vida não passa.

nós é que passamos.

só tenhamos cuidado de não lhe passar muito ao largo.


(obrigado!)

Vera disse...

Maravilhosas as tuas palavras!
Adorei a tua poesia, a forma como brincas com as palavras, sendo dono e senhor delas! Ou elas de ti!
Beijinhos!

Ludovicus Rex disse...

Um pouco de nostalgia não faz mal a ninguém... recordar é viver.
Um abraço

Enfim... disse...

que omantico e bonito lol.Bjs

MiaHari disse...

A realidade da nossa vida... em compassos!

Muito bonito!

Andreia do Flautim disse...

É bom recordar, mas também é bom seguir em frente!

Um abraço!

P.S. Obrigada pela visita!

as velas ardem ate ao fim disse...

"É esta a vida. Temos que encará-la,
vivê-la até que fique apagada.
- Como foi tão bom, o nosso mundo louco.
Mas a vida que passou não há como recurá-la,
vamos viver a que nos resta, recordando a passada."


Gostei muito mesmo.

boa semana

MiaHari disse...

Gostei muito da análise que fez e que deixou no meu espaço. É verdade, quem sabe?
Obrigada.

Ferípula disse...

Estimado David:

Paso por tu blog personal.
Estás triste?
Tu amor ya no está a tu lado?

El amor eleva y hunde.
Que el Amor hoy te deje alas para volar alto, donde encuentres paz. :)

Te invito a ver cómo se baila tango en mi país.
Es muy lindo el tango.
Ferip

Alexandra Caracol disse...

Meu amigo

Bonito poema mas melancólico.

Tem um dom bonito para escrever mas eu pessoalmente gostaria de ler algo seu com alguma alegria e vivacidade.

Um beijinho com amizade.

Alexandra Caracol

Santo Herege disse...

Muito bem escrito o que se "pensa" com o coração...

Inexitah disse...

o tempo ja não volta.


gostei imenso

pintoribeiro disse...

Boa tarde e um abraço,

Leticia Gabian disse...

A melancolia é necessária e inspiradora.
Abraço pra ti

Anónimo disse...

Bom como de costume. Com um belo tema.

Abraço.

Anónimo disse...

Gostei muito deste poema.muito mesmo.os meus parabéns...quaisquer palavras que possa pronunciar serao apenas banais...e ja as deve de ter ouvido centenas de vezes...quem sou eu?...

sobre-nada disse...

Podemos comprar a morte em frascos de comprimidos e em viagens até à ponte.


O poema é nostálgico, mas o que é a vida sem a sua porção de nostálgia?

Hugo Milhanas Machado disse...

Belo trabalho.

Voltarei a este seu/nosso espaço!

Um abraço.

Inexitah disse...

encontrei o texto maravilhoso do chaplin num email que me mandaram e por ser mesmo tao belo decidi partilhá-lho com voces.

obrigado pela visita :) é sempre bem vindo

delusions disse...

que texto tão bonito...cheio de ternura e saudade...pensar no antes é isso mesmo, saudade...
adorei parabéns está Lindo.

Ferípula disse...

Hola David!
Qué historia tu historia!
Ya me vas a contar mas!

Que tengas un hermoso día! :)
Ferip

lisa disse...

Palavras verdadeiras.

Beijo.

Pierrot disse...

Vim cá espreitar, curioso confesso pelos comentários que deixaste no meu espaço, e fiquei pasmo com tanta poesia e de tanta qualidade.
Muito bem, muito bonita.
Estás de parabéns por postar palavras tão tremendas, como por exemplo, essa saudade tão portuguesa.
Abraço
Eugénio

Isabel disse...

Maravilhoso... que bom que vim ao acaso aqui parar.
Falas da saudade que eu falei lá para os meus lados nos ultimos dias, e agora tenho alguem à espera de acordar pois não suportou esse tipo de saudade.
Acho que uma linha invisivel me trouxa aqui para te ler.
Dificil a saudade do que fomos. Dificil encarar a crueza do que somos. Como eu gostava de sentir de novo a vida cheia de cores.
Agora tenho tudo... até maor que é o mais dificil mas a cor da vida esbateu-se.
No entanto sorrio.

Voltarei.

Isabel

Isabel disse...

David, urge homenagear hoje o poeta, homem , pintor que partiu para a mais longa das viagens.
Levou com ele um pouco de nós todos e deixou tamto de dele que será eterno.

Deixei-lhe uma lágrima, um sorriso e umas palavras.
Deixei-lhe o meu até sempre.

A si até já.

Isabel

Ane Brasil disse...

gostei.
Ah, as reminiscências do passado. Tanta felicidade e tambem tanta dor nos trazem.
Vim agradecer por tua visita, e dizer que me senti muito lisonjeada por vires d'além mar para visitar-me.
Adoro a forma como escrevem o português.
sorte e saúde pra todos!

Graciela disse...

Hola David, gracias por visitar mi blog, el tuyo es muy bonito.De los poemas el que más me llegó es este.Te sigo leyendo,nos vemos,chau.

alida disse...

todo lo que sea viento trae alegría , emoción, melancolía
Bellas letras, gracias por visitarme

Abraços

este é o meu corpo disse...

parabens

Anónimo disse...

Ola,david.pretendia comentar o post do pianinho,mas revelou-se impossivel,demorou imenso tempo a abrir por causa dos oitenta e tal comentarios que por la estavam.mas que prestigio, parabens.quanto ao "pianinho",confesso que nao é dos melhores textos,seus,que ja li.mas mesmo assim,gostei.tem aquele ritmo lento,ao som das ondas do mar,as palavras cuidadas,a acentuação.acho que nao vale a pena estar a dar lhe os parabens,ou a dizer que escreve bem,ja deve sabe lo muito bem.um abraço e feliz natal...

Luis Enrique disse...

Hà, sem dùvida, beleza neste texto poema-dialogo-introspecto. Saudosista, mas tambèm amargo.

Um abraço, obrigado pela sua visita no meu blog de poesia.

Silêncios disse...

Este texto comoveu-me...
Ouso fazer uzo das tuas palavras e dizer que o teu blog tb está espectacular..

Alien David Sousa disse...

Gostei!:)
Saudações alienígenas

Marlene Maravilha disse...

A coisa mais certa da vida, é que o tempo passa!

Diafragma disse...

Olá David,

Não sei se o teu comentário no Fotoescrita foi para a foto se para o texto. É que o Fotoescrita é feito, como diz em cima, com "textos de M. inspirados nas fotos de S.", ou seja, do Diafragma.
De qualquer forma agradeço-te, seja por um ou por outra

ps: desculpa colocar isto fora de contexto, mas não tinha outra forma.

Helena Oliveira disse...

perfeito.

david santos disse...

Olá!
É sempre mulher! Soprem ventos e corram marés, é sempre mulher! Seja feliz ou infeliz no sexo oposto que encontre, é sempre mulher. Nunca foi, é ou será, uma coisa qualquer. É sempre mulher.
Parabéns.
Lê no SÓ BERDades a BELA. A BARSILEIRA. sEMPRE PARA MIM A MAIS BELA, MAS É SEMPRE MULHER.
Parabéns.

Consuelo disse...

Yo, que sufro de Saudade, me ha encantado este post¡

pato disse...

Gracias por tu vista a mi blog . Bienvenido !!
Intento traducir , el portugués es romántico y sensual .
Este post me gustó , lo entendí muy bien . Un abrazo .