domingo, novembro 05, 2006

SE AO MENOS EU NÃO VISSE!

Tanta guerra, tanta guerra;
tanta guerra, tanta morte...
São todos da mesma terra,
mas sem ter a mesma sorte!

david-santos

5 comentários:

victor simoes disse...

A ganância dos mais ricos, pressupõe, um infindável role de miséria. As guerras, foram sempre despoletadas, pelo controlo das riquezas, aínda que em terra de pobres.

Um abraço

Mário Margaride disse...

Mas infelizmente vimos todos!
E o pior...são os inocentes, que nelas morrem...
Um abraço.
Mário.

sacerdotisa_alada disse...

boa noite

escreve muito bem, gostei de o ler
parabens pelo seu blog e obrigado pela visita

Dafne disse...

Bom dia!
Vim agradecer o seu simpático comentário no meu blog.Espero a sua visita mais vezes.
Quanto ao seu blog, é muito interessante, o que cada vez é mais raro neste imenso mundo da blogosfera.
Votos de uma boa semana!

MRelvas disse...

Caro expedicionário de blogs.O meu amigo david anda numa azáfama de blogs...

Bem confesso que este pequeno poema diz grandes verdades...mais nada a não ser um grande abraço.Não esqueça amigo David que a vida são dois dias e este está no fim!

Gritemos pela amizade,
Pelos que calados
E amorfos nada sabem
Para além de sofrer!

Mário Relvas